quinta-feira, 8 de abril de 2010

Dia de Ártemis e Aniversário de Buda


Hoje, dia 08 de abril, é o Festival das Flores, onde se comemora o nascimento de Buda, um dos nossos grandes Avatares. É também o dia da Mounichia de Ártemis na Grécia, e você pode fazer um ritual muito bonito envolvendo flores e um bolo branco. Faça um belo bolo à base de leite e enfeite-o com flores ou pétalas. Os dois primeiros pedaços devem ser ofertados para Buda e para Ártemis, como um presente pelo seu dia (coloque no altar ou num lugar alto da casa). Quando for comer seu pedaço, mentalize dois desejos e faça um para Buda e um para Ártemis. Aí é só curtir o bolo e aguardar!
Estou me preparando para o início do curso hoje no Rio e as aulas de Sampa neste fim de semana. Não tenho muita certeza de que roupa usar, pois aqui no Rio esfriou, mas não sei como está São Paulo. Alguém daí tem uma dica? Espero encontrar todos vocês nas aulas e que vocês curtam o aprendizado e os rituais. Afinal, é importante a gente se proteger e rebater algumas energias negativas que nos mandam. Pra quem ainda não sabe porque essas energias negativas são enviadas, eu explico. As pessoas ainda não sabem o poder que têm seus pensamentos. Elas lançam pensamentos por aí sem se preocupar com as consequências. Pensar é como atirar com uma arma. Se você pensa sem critério, é como se atirasse pro alto. Uma hora, essa bala perdida chega em algum lugar. Já nos casos de feitiços e macumbas aleatórias, bom... Isso aí já deixa de ser ignorância pra se tornar burrice. A maioria das pessoas vive pelo hoje, quer tudo agora e não liga se tiver que pagar uma conta lááá na frente. Por isso o sucesso dos cartões de crédito. Por isso o número enorme de pessoas endividadas... A gente fala mais a respeito neste fim de semana.
Já no Rio, a gente vai aprender como usar a magia das velas para rituais, dos mais simples aos mais complexos. Seguem os detalhes!

CURSO MAGIA DAS VELAS SAGRADAS (RJ)
Dia 08 de abril, quinta-feira, de 18:30 às 20:30.
Portal Violeta: Rua Pinto de Figueiredo, 67 - Saens Peña (siga na direção da Usina depois de sair do Metrô. É pertinho da Loja Marisa). (21)3872-4971

CURSO DE PROTEÇÃO E DEFESA PSÍQUICA (SP)
Dias 10 e 11 de abril, em quatro aulas e dois rituais independentes. Descontos para quem fizer mais de uma aula. O curso rola no Faces da Lua, que agora está em novo endereço! Anote!

FACES DA LUA - Agora em novo endereço!
Rua Colônia da Glória, 414 - Vila Mariana - São Paulo - SP
CEP: 04113-001
Tel.: (11) 2306-1751

Explicação:
Descer a Av. Lins de Vasconcelos (Metrô Vila Mariana) e entrar na terceira rua a direita (Rua Tubarana). No final dela, basta virar a esquerda e caminhar até o espaço.
Telefone: (11) 2306-1751
E-mail: faces.lua@gmail.com
Site: http://www.facesdalua.com.br/

3 comentários:

Mateus disse...

Oi, Eddie!
Aqui em São Paulo está frio, bom, ontem estava mais, hoje esquentou um pouco, mas, no geral, precisamos usar uma blusa ou camiseta de manga comprida. Ah, mas eu adoro o frio! Não gosto do calor escaldante que me faz derreter, me deixa fedendo e melado de suor. Bem, como é melhor prevenir, traga uma roupa de frio, minha mãe sempre diz isso, mas não conta porque quando você não leva ela joga praga, né? E todos sabem que praga de mãe pega! Rsrs.
Beijos!
Mateus.

Fernanda disse...

Oi Eddie! Boa tarde!!!
Tudo bem? Espero que sim!

Como o nosso amigo Mateus disse, aqui SP tá um friozinho gostoso (Pois é Mateus, eu também não gosto do calor derretidor de maquiagem. Será característica de Paulistano?). A máxima prevista para o final de semana não passa dos 24°C, com mínima de 14°C no sábado e no domingo; Só que a sensação térmica tá na casa dos 11°C, então é melhor trazer uma roupa confortável e quentinha. (Nossa, tô me sentindo a garota clima-tempo... rsrs).

Adorei o post! Sou devota à Ártemis desde que comecei a estudar Wicca e Magia, e admiro demais a filosofia Budista! Vou fazer o ritual já!!!

Um beijão e um uivo para todos!

Nanael Soubaim disse...

Buda me deu um presente, na terça-feira. Um malaco tinha entrado no ônibus e eu permaneci impassível, apesar da guangue invisível que o acompanhava. Gautama me concedeu serenidade e discrição de tal modo, que não precisei falar muito nem olhar para o rapaz, para que próximo a um ponto de ônibus qualquer ele dissesse "Vou buscar Jesus (...), sabe por que? Porque ele é cego (não o desmenti) e é feliz, eu enxergo e não sou". Ainda beijou minha mão, pelo que senti que os trevosos tinham se afastado dele.

Fui instrumento de um foco de esperança para quem não tinha nenhum laço social. Percebi claramente que estava sob efeito de influência superior, porque eu estava (e ainda estou) exausto pelo início de ano desgastante que tive.