terça-feira, 13 de abril de 2010

Chuvas: Abandonados, animais também sofrem com as perdas


À deriva numa imensidão de lama, destroços e casas vazias, o latido rouco e o olhar perdido dos cachorros que sobreviveram aos desmoronamentos da semana passada chamam a atenção. Abandonados por donos que tiveram de deixar a casa às pressas ou morreram, os bichos dependem da caridade alheia.
Um desses cães foi mostrado domingo pelo Extra. Resgatado por bombeiros no Bumba, em Niterói, o pequeno vira-lata foi entregue ao pintor Ubiraci Francisco Guimarães, de 48 anos, morador do morro que se afeiçoou e promete cuidar dele, caso os donos não apareçam:
— Não sei quem é o dono, talvez tenha morrido. Se não aparecer, eu cuidarei, porque me apeguei a ele.
Ubiraci mora no alto do Bumba, numa área que, segundo ele, não corre risco de desmoronar. Perto desse trecho, ao longo das casas interditadas, lugar meio cidade fantasma, meio vale de lágrimas, diversos cachorros foram abandonados. Um deles, preso a uma coleira, está rouco de tanto latir.

No Bairro de Fátima, na região central de Niterói, o drama se repete com quatro cachorros, cuja dona morreu num desmoronamento. Perdidos, rondam há uma semana o monte de lama e entulho que restou da casa em que moravam, talvez numa última demonstração da conhecida fidelidade

Doação para cães

Diante do problema dos animais abandonados, a Prefeitura de Niterói começou uma campanha para arrecadar doações para os bichos de estimação que pertencem às famílias abrigadas. Muitos deles estão sendo deixados para trás pelas vítimas dos deslizamentos por falta de condições para mantê-los.
O objetivo é estimular os desabrigados a resgatar cães e gatos do cenário da tragédia e levá-los para os abrigos, onde receberão comida e cuidados de saúde. Entre os itens mais necessários, estão ração, medicamentos e potes para servir comida e água.
No Rio, o presidente da Comissão dos Direitos dos Animais da Câmara Municipal, vereador Carlos Eduardo, criticou a falta de estrutura para cuidar dos animais perdidos:
- Hoje, temos uma falência. As ONGs acabam atuando num papel que seria da prefeitura.

As doações serão recebidas de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h, na Secretaria Municipal de Projetos Especiais (Praça Fonseca Ramos s/nº, Terminal Rodoviário Roberto Silveira, 4º andar, Centro de Niterói).

6 comentários:

Fernanda disse...

Nossa Eddie, eu estava comentando no outro post enquanto você colocou esse no ar... que sincronicidade!!! rsrs

Falando sério, não consigo entender esse tipo de pessoa que abandona animais, sejam quais forem as circunstâncias... afinal, o bichinho de estimação é ou não é um membro da família? Para mim, pelo menos, é... fiquei ao lado dos meus animais até a morte... Tá certo que essas pessoas estão saindo quase que fugidas do morro do Bumba, maa... Talvez eu devesse calar a minha boca e pedir para a Providência Divina um pouco mais de sabedoria, mas o fato é que o abandono de animais é revoltante!

Pessoal do Rio, se puderem, ajudem. E pessoal de Sampa, por aqui também temos nossos casos, vamos fazer o que estiver ao nosso alcance para que esse tipo de coisa aconteça cada vez menos.

Um beijo e ótima noite a todos!

www.aprendizesdawicca.blogspot.com

www.o-mundo-de-fernanda.blogspot.com

lucas disse...

Com toda certeza Fernanda!E isso é injusto,porque tem tanta gente que não pode ter cachorros por causa da família ou por alergia(meu caso)e eles correm,saem de casa e deixam o bicho amarrado pra morrer!isso é desumano!

Lilly Rose disse...

Boa Noite Querida Eddie !!

Espero que mais pessoas, que tenham as mínimas condições de adotar estes pequerruxos, apareçam em breve assim como fêz este senhor do post...Que exemplo !!

Ainda bem que as Autoridades estão pelo menos a mobilizarem-se junto às Ongs nesta hora !!!

Pois ONGS não darão conta do recado sozinhas, e nem lhes caberia esta tarefa de início, seu trabalho é consciente e voluntário ...

É de lastimar-se que o Governo não perceba que a infraestrutura do Rio está a chegar nestas circunstâncias...
Aliás a maioria das Capitais Brasileiras também não estão preparadas p/ evitar estas fatalidades...
Vimos recentemente São Paulo e Ano Passado qtas cidades Catarinenses ficaram literalmente ilhadas, embaixo dágua....
O que parece-me é que esperam o estrago ser feito aí começam a mobilizarem-se, e pedem socorro à ONGS e à própria População...

E Brasileiro tem um Coração de Mãe nestas Horas !!

Há tanto há ser feito que pode evitar e amenizar situações de risco como estas não apenas no Rio como em outras Capitais...

E é óbvio que há dinheiro p/renovação e manutenção de redes de esgotos e ainda projetos viáveis p/assentar pessoas e animais que habitem áreas de risco...

Não é novela das 6:00 da Globo, mas sinceramente espero que esta História tenha um Final Feliz com a ajuda de Pessoas Conscientes dentro e fora do Governo...

Beijos Querida Eddie !!!
Que a Grande Mãe Proteja a Todos !!

Aromas de Rosas...

Lilly Rose

Mateus disse...

O problema é estrutural, mas o que fazem é somente combater a consequência, o que resolve temporariamente, mas para uma solução definitiva é preciso combater a causa, mas é mais cômodo esperar a tragédia acontecer e agir para amenizar os estragos. É claro que o Brasil tem dinheiro para investir nisso, mas é mais cômodo para os governantes (e seus pobres e recheados bolsos e suas contas bancárias) fazer o mínimo, que não resolve nada, apenas ameniza o estrago feito. Tenho pena dos animais, eu JAMAIS abandonaria minha Susinha (imagine minha Susinha sozinha?!)! Nunca! Eu a amo demais! Quando vi a foto do cachorrinho fiquei com tanta pena, vendo aquela carinha triste... Pelo menos o governo está fazendo alguma coisa (me lembrei de Santa Catarina, acho que foi lá, quando ocorreu aquela tragédia e as várias pessoas não quiseram abandonar suas casas por causa dos animais)...
Mateus.

Lilly Rose disse...

Boa tarde Querida Eddie !!
Vou deixar (desculpa) por cá um recadinho p/teu Amigo Matheus!!

Olá Matheus !! Adorei teu comentário, falastes a verdade mesmo!
Ahh... nossa Cachorrinha chama-se Susy, nome bem parecido c/o da sua Linduxinha !!

Abraços a Todos e Aromas de Rosas p/ ti !

Lilly Rose

Mateus disse...

Oi, Lilly Rose!
O nome da minha cachorrinha é Susy também, é que eu usei o diminutivo Susinha para ficar mais carinhoso e fazer o "Susinha - sozinha"... Obrigado, também acho seus comentários muito interessantes.
Beijos!