domingo, 16 de agosto de 2009

Eu gosto de procissões!


Os catedráticos da wicca que se mordam de inveja! São ou não são uma graça essas fofuras de asas?

Tenho recebido críticas e ataques furiosos de wiccanos catedráticos iniciados no quinto clã dos perdedores de tempo que se orgulham de sua religião a ponto de envergonhá-la sendo intolerantes. O principal ponto - depois do fato de eu estar ficando milhardária com a Arte, coisa que só eles poderiam fazer (quem manda eu atrapalhar os negócios deles?) - é que eu nutro simpatia por outras religiões, em especial a católica, que eles não perdoam pela Inquisição.

Bom, para irritar mais ainda esses desocupados, vou contar mais uma coisa! Eu adoro procissões! Acho lindo e acho o maior barato morar numa rua onde esse traço do Rio antigo ainda persiste. Hoje passou uma procissão linda, com pessoas caracterizadas e crianças vestidas de anjinho para homenagear a Rainda Santa Isabel. Atrás vinha uma banda, a Banda Portugal. A banda é outro traço do Rio Antigo. Eu gosto desse pedaço do passado, onde as pessoas eram menos estressadas e mais amigáveis. Lembram quem somos, de onde viemos e é a única maneira de saber pra onde vamos!


Hoje, comemoro o fim de um final de semana delicioso e o início de uma semana maravilhosa e desejo a você muita diversão, muita leveza e que a fé nunca lhe falte. As músicas dessa semans são uma homenagem à Alcatéia, onde você vai conhecer as músicas que me inspiraram ao escrever o livro. É um "macete" que tenho e posso ensinar com prazer para escrever várias coisas diferentes simultaneamente. Basicamente, escolho músicas que me inspirem para aquela história, criando cenas baseadas nelas. Então, quando preciso sair da Wicca e ir para Alcatéia, e logo depois, sair de Alcatéia e ir para Heróis S.A., e logo depois sair de Heróis S.A. e ir para Um Guerra de Luz e Sombras, simplesmente mudo a trilha e imediatamente entro no universo desejado. Use esse truque para mudar de canal sempre que precisar, mas não cometa o erro mais comum dos escritores e roteiristas. Enfiar músicas dentro da história. Pra fazer isso, você tem que ter muito jeitinho e talento e não abusar. Você deve colocar a essência da música, através de uma cena, por exemplo, mas não sair escrevendo a letra inteira na sua história.

Agora que já dei meu blá, vou nessa que ainda tem um monte de livro pra escrever! Aproveito pra informar que as inscrições para as aulas de Magia dos Dragões e Tarot e Vidência estão esgotadas e encerradas, mas teremos novos temas para cursos em setembro, então é só ficar esperto. Para o Dia Especial, faça sua reserva que avisaremos assim que abrir um horário. Os telefones são (21)8433-4050 e 3872-4971. Fui!

6 comentários:

PatyCabral disse...

Oi Eddie!! tudo bem?
Resolvi comentar porque fico perplexa com o modo de pensar das pessoas! Acho que todos os problemas e guerras religiosas existentes no mundo são causadas por puro e simples fanatismo. Devemos ser tolerantes e saber conviver com as diferenças. Cada um tem a sua verdade e saber respeitar isso é o primeiro passo para viver em paz.
Eu também gosto de procissões! Cresci na igreja católica, eu já participei vestida de anjo, já representei Maria e fiz até a primeira comunhão!! Um dia eu senti que não era esse o meu caminho, que as histórias sobre antigas civilizações e suas magias me fascinavam mais do que os dez mandamentos e... sou wicca desde os treze anos!(um dos seus livros me atraiu magicamente na banca, já que eu nunca tinha nem sequer ouvido falar sobre wicca até então).Eclética e adepta a salada mística, sou feliz por ser o que sou e por ter sentido o chamado da Divindade para o caminho mágico.Me orgulho disso, mas não preciso sair por aí atacando aqueles que não compartilham das mesmas idéias! Posso conviver muito bem com pessoas de outras religiões (minha família e meu namorado são católicos , embora não praticantes, minha melhor amiga é espírita...) acho que todos nós podemos.Temos que deixar o fanatismo de lado ou estaremos cometendo os mesmos erros das pessoas que tanto criticamos.

Um super beijo com sabor de paz pra você, e obrigada por nos contemplar com seus conhecimentos e suas palavras!!!!

Nanael Soubaim disse...

Em muitas regiões de Goiânia ainda há procissões em profusão, várias vezes por ano, inclusive as congadas no mês de Maio, com várias comunidades descendentes directas de escravos, e vou parando por aqui senão escrevo um livro a respeito na caixa de postagem.
Quanto aos cai-quebráticos, eu também já detestei procissões, quando era quase ateu e me obrigavam a cooperar, com coação física e tudo. A cousa mudou quando apareceu uma carioca espevitada me fazendo rir do que eu achava sério e solene demais. O ponto alto foi uma amiga ter me "arrastado" à Igreja Matriz de Campinas (o bairro, não a cidade) e eu ouvir o padre dizer "...Deus, Pai/Mãe de misericórdia...". É muito bonito ver crianças vestidas de anjinhos, dá até para esquecer o que realmente são, havia até um carro católico na photographia, devoto de Santa Ana. Veja bem.

Lilly Rose disse...

Bom dia Querida Eddie.
Entrei em recsso ontem no Click por "n" razões, mas foi necessário.

Mas tinha de vir-te pelo menos para dar-te um Olá e esta é minha horinha de acessar a Web antes de sair p/ o trampo.
Esta de tu gostares de Anjos , e agora relatar c/ tanta alegria, e delicadeza as Procissões, achei 10. Foi bem este teu estilo flexível e despojado , que fez-me gostar mais ainda de ti. Não ser pode radicalizar, e em Doutrinas se analisarmos bem muitas têm vários pontos em comum. Este teu Pensar expressou qdo fêz tbém a Wicca sobre Anjos e Devas. É por isso que tu és referência p/ mim. Não é bitolada nem radical e dizes o que pensa e com inteligência,e sem preocupar-se com a Turma Radical !

É como escrevi no Começo de meu Blog. ! "Tudo que vem do Divino, Deve Ser Sempre Somado Jamais Dividido ".

Beijos Querida Eddie. Agora ficarei um tempito sem poder blogar, mas dia 01/09 volto. Este Mês do Cachorro Louco, não está a ser fácil p/ mim e aos meus !

Aromas de Rosas...

Lilly Rose

marilia disse...

oi,eddie eu sou a marilia tenho 15 anose estudo magia ha uns 8 anos com a minha prima a qual me deu o livro 'amazonia;o coraçao da magia do mundo'é fantastico espero ter algum dia ter a oportunidade de conhecer manaus,,quero dizer que gostaria de te conhecer pessoalmente.
e sobre procissoes eu tambem gosto,visto que toda minha familia e catolica,e já participei de algumas quando era pequena,agora estou mais ligada a wicca,e nao pretendo largar,estou aumentando mais a minha coleçao de livros e gostaria de saber como eu compro por email seus novos livros...
bjos e eu bater de asas pra vc linda

Licsk disse...

Ufa...demorou mas te achei finalmente!!!! ...vou te seguir nesse mundo bloguiano...
Eddie, realmente atitudes assim deixam a gente meio perdida, pois num país com tanta diversidade cultural, com tanta coisa boa...com tanta energia positiva, como não integra-las no nosso cotidiano, né???...eu sou assim eclética por natureza...tudo de bom e positivo eu incorporo na minha vida...

Um beijo bem grande e estou realmente feliz por ter te encontrado aqui!!!!!

Artemis disse...

Olá Eddie!!! Adorei esse post sobre as procissões.
Minha família é católica, e tenho um grande amor por toda a ritualística cristã.
Nossa, não tem nada que me tira mais do sério do que esse fanatismo religioso. Vindo de adeptos da wicca, soa pior ainda, pois não é fácil conquistar o nosso espaço e era de se esperar que soubésemos respeitar de coração as crenças alheias. Com certeza esses elementos envergonham os bruxos que gostam de viver em paz. Se todos conseguíssemos aprender com o que há de bom nas outras religiões...além disso, toda essa história de Inquisição é mau contada (dos dois lados da moeda) e séculos depois, francamente, isso não é mais motivo para ninguém odiar ninguém, e isso vale para cristãos e pagãos... O que importa é o amor que dedicamos à aquilo que acreditamos, e as boas energias que colocamos nas coisas que fazemos com certeza só trazem benefícios, para nós e para todos!
Muita sorte pra você, e obrigada por tudo que aprendi contigo.
Beijos!!