segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Se você acha que tem problemas...

Oi, gente! Desculpe o sumiço, mas a aula de sábado me esgotou um pouco e acabei tirando o domingo realmente pra descansar. Estranhamente, parece que minha segunda-feira foi comida pelos langolears e somente AGORA vou começar a trabalhar. Pra não ficar com o Mundo de Eddie parado, resolvi compartilhar essa notícia peculiar que mostra que se você acha que a sua vida está uma droga, é porque ainda não conhece a do seu vizinho...


HOMEM FALHA AO TENTAR ENGRAVIDAR MULHER DO VIZINHO
Esta informação foi publicada na revista semanal alemã "BILD"


"Um homem que vive na Alemanha foi processado por não conseguir engravidar a mulher do vizinho, depois de ser contratado por 2 mil euros (cerca de R$ 5,7 mil) para isso. Demetrius Soupolos e a mulher, Traute, queriam ter uma criança, mas descobriram que Soupolos não poderia ter filhos. Por isso, decidiram contratar Maus, na esperança que o homem casado e com dois filhos pudesse engravidar Traute. A informação foi divulgada pela publicação alemã "Bild".

Depois de seis meses e nenhuma gravidez - com uma média de tentativas de três vezes por semana -, Soupolos insistiu para que Maus passasse por exames médicos. Os testes mostraram que o vizinho também é estéril. Por isso, a mulher de Maus foi obrigada a admitir que as duas crianças não eram dele."

Fonte: Globo


Decida você o que é pior:

1) Ir a justiça cobrar um cara que pegou sua mulher por seis meses.
2) Contratar um cara para pegar sua mulher por seis meses.
3) Descobrir que você é estéril enquanto tenta engravidar a mulher do
vizinho, recebendo pra isso.
4) Descobrir que os dois filhos que você tem não são seus.
5) "Cornear" o vizinho e descobrir que já foi corno, no mínimo duas vezes.
6) Todas as anteriores.



2 comentários:

Nanael Soubaim disse...

Todas as anteriores e mais algumas, porque o respeito da família, dos amigos e da comunidade os três já perderam. A Europa é pequena, fica fácil eles se mudarem para um país onde a vida do vizinho não faça a menor diferença, como a Noruega.

Trisha Miragem disse...

caaaara... e eu achando que minha vida estava ruim...
rsrsrsrs