quarta-feira, 26 de maio de 2010

Queimem as bruxas!

Quanto mais eu rezo, mais assombração me aparece! A gente passa um tempão ralando tentando mudar a visão que o mundo tem das bruxas, aí vem uma revista de peso e publica uma capa com a manchete: A CONFISSÃO DA BRUXA!, com a foto da procuradora maluca que espancava criança. Caramba! Custa fazer um pouquinho de pesquisa??? Custa digitar o termo bruxa no Google? Custa respeitar um pouquinho essa raça que já tem que lidar com medo e preconceito, depois de ter passado por maus bocados nesses séculos de intolerância religiosa? Sei lá! Vai ver custa. Se você se sentiu ofendido (eu me senti), escreva para a Veja: veja@abril.com.br

A seguir, minha cartinha para eles:



"Caros amigos da Revista Veja,

Venho por meio desta perguntar o que houve com essa revista? A Veja sempre foi um veículo idôneo onde grandes profissionais trabalham para informar e esclarecer. A capa sobre a procuradora descompensada sendo chamada de bruxa e a alusão ao termo diversas vezes na matéria são uma incrível falta de noção dos jornalistas e do editor. Compreendo que a idéia era relembrar os contos de fadas, mas as coisas mudam, amigos e estão mudando há algum tempo. A menos que os profissionais envolvidos tenham acabado de descer de uma máquina do tempo, devem saber que bruxas são hoje em dia pessoas que seguem a religião pagã, representadas por algumas milhares de pessoas pelo mundo. Essas pessoas, e isso me inclui, passam décadas tentando mudar a imagem deturpada por dois mil anos de propaganda negativa e aí vem a Veja e estampa em sua capa que bruxas são más mesmo e deveriam ser queimadas em praça pública. Pode não ter sido a intenção, mas é isso que o povo vai entender. Imagine essa mesma capa com a chamada: “A Confissão da Evangélica” ou “A Confissão da Católica”, ou ainda “A Confissão da Preta” (caso ela fosse negra). Imagine como isso é ofensivo! Como bruxa praticante, me senti muito ofendida e espero que a Veja tenha mais atenção com suas mensagens. Afinal, ao menos pra mim, a idéia de que seus profissionais são preparados caiu por terra com essa matéria e hoje acredito tanto na Veja quanto em qualquer site da Internet com a mínima noção da Língua Portuguesa. Atenciosamente,

Eddie Van Feu
Jornalista e escritora da Revista Wicca, Previsões 2010, Sonhos e diversos livros sobre o tema bruxaria, como A Bruxa tá Solta! e Wicca – Já não se fazem mais Bruxas como antigamente!
"

25 comentários:

Ursula disse...

Pois é, Eddie. A ignorãncia é mesmo uma lástima, aos que assim desejam ter motivo de sobra para criticar a crença alheia... Que seja feita a vontade deles, porque a minha (e a de todos os que te acompanham, creio eu!) é a de continuar evoluindo. Mas me dá uma licencinha, que vou voltar aos meus livros de magiaaaaa... Bú!

Beijos.

Lilly Rose disse...

Boa Tarde Querida Eddie !!

Em tua Carta fostes de uma lisura inigualável com a Revista em questão.

É facto que ainda é uma Revista de Conteúdo. Mas sua qualidade ao longo dos anos têm decaído um pouco... A prova está ai infelizmente.

Uma manchete infantil, apelativa e preconceituosa !! Uma Revista deste quilate não precisa disso...

Espero sinceramente que tua Carta seja publicada pelo Editorial da Revista, que ainda tem muito a oferecer de boa informação aos seus leitores.

E jamais permitir novamente erros tolos como esse.

E ainda, completamente fora do contexto histórico em que vivemos.

Beijos Querida Eddie !!!

C/ Carinho e Aromas de Rosas...

Lilly Rose

Pedro Guardião disse...

Gente! Que capa foi esta? Uma revista conceituada como a Veja cometer tal "gafe" como esta.
A primeira vez que vi este caso na TV, fiquei horrorizado! Onde já se viu, uma PROCURADORA de cargo PÚBLICO, cometer tal crueldade com uma filha? E ainda querendo adotar outra criança pra quê?
Dá um aperto no coração. Ela não é uma Bruxa, e sim uma MONSTRA, PSICÓTICA.
A Record, acabou soltando em uma de suas matérias, que ela fazia parte de uma seita, e que a criança seria usada em suas práticas! Tem cabimento?
Vou escrever também, aliás, o termo ficou pejorativo para nós, bruxos e bruxas. Não podem nos comparar a esta louca, jamais!
Tomara que ela fiquei presa por muitooo tempo. Sei que a justiça do Brasil não é lá grande coisa, mas acredito que ela está e pode melhorar cada vez mais!
Beijos a todas as BRUXAS(os) de VERDADE!

Fernanda disse...

Sinceramente? Não me surpreendeu em nada a VEJA utilizar o termo *BRUXA* de forma ofensiva.

Foi-se o tempo em que essa revista servia, de fato, de instrumento para instrução, informação idônea e entretenimento. Hoje em dia, não passa de mais uma das muitas publicações tendenciosas de banca de jornais...

Ricky Nobre disse...

Em que momento na História a Veja foi um veículo idôneo? Sempre foi tendenciosa, mentirosa e manipuladora, com um talento especialíssimo para articular meias verdades na direção que quisessem.

Ricky Nobre disse...

Ah, e no dia em que eles realmente fizerem uma matéria sobre bruxas, você verá do que eles são capazes.

Eddie disse...

Nossa! Eu não lia a Veja! Não sabia que ela sempre foi ruim mesmo! Então não é surpresa! Deve ser que nem se surpreender lendo o Planeta Diário e a Casseta Popular!

Pedro Guardião disse...

Dessa eu também estava por fora! Não sabia que a Veja tinha caído tanto.
Então é difícil dizer. Porque ela continua sendo um meio de informação de peso e não podemos negar. Ela vai estar sempre de cara pra você numa banca.
Por isso mandem e-mails mesmo!
Fui.

Thiago Nobre disse...

Li essa revista ontem e lembro de ter pensado a mesma coisa "como essa maluca ai pode ser chamada de bruxa? que injusto com as bruxas!"

Verdade seja dita, a Veja nunca foi la muito confiavel mesmo. Não é a primeira vez que eles cometem esse tipo de gafe. tenho medo é no dia que eles fizerem uma matéria sobre bruxas de verdade concerteza vamos ter problemas.

Nanael Soubaim disse...

Eu sou o bruxo mau, bruxo mau, bruxo mau, que come jornalista de revista boçal.

Ah, que saudades da Cruzeiro! Ainda tenho três ou quatro, as que a diarista desastrada não molhou.

O Ricky (que não é o Martin, graças à Mestra Nada) sabe o que diz. Esta revista sempre foi tendenciosa, depois que ateus radicais tomaram conta da redação, então, se tornou o sonho da indústria pharmoquímica, pois reduz tudo ao corpo físico, fora que é brasiphobica, fazendo tudo o que nasce aqui parecer medíocre em comparação ao que vem de fora. Um meio formador de opinião a serviço da automedicação.

Eles devem ter se esquecido que o termo "megera" não foi varrido pela deforma ortographica de tendências políticas pela qual nossa língua passou, ilustraria muito bem a situação. Mas o ateísmo desrespeitoso (porque há os que respeitam) reduz a crendice de ignorantes tudo o que eles não são capazes de comprender, picotar e reproduzir em laboratório, então não se importam em tratar qualquer religião como "fonte de consolo e vida social", como se fosse um mero clube recreativo.

Tenho paúra dessa onda de politicamente correcto, que só tem feito a hipocrisia aflorar, a ponto de as pessoas já terem medo de não gostar de algo, mas o que eles fazem é justificar a facultação do diploma para o exercício do jornalismo.

Esta publicação vive da má situação do nosso país. Quando alçarmos vôo ao primeiro mundo (e alçaremos nem que seja na marra) ela fecha. E já fechará tarde.

Prefiram o gibi da Tina, é muito mais proveitoso.

Em tempo, esses sujeitos dessa revista são indigestos. Prazo de validade vencido há tempos.

Janete disse...

Bom dia a todos!

Eu concordo com o Ricky Nobre,a Veja sempre foi tendenciosa e mentirosa e,honestamente eu nunca li (quando eu perdia meu tempo com essa "revista") nenhuma crítica negativa das matérias que ela publica,quer coisa mais mentirosa do que acreditar que agrada todo mundo? Isso sem falar no tanto de informação errada que eles não corrigem na Errata,no monte de erros gramaticais que dá a entender que eles não têm um revisor de texto... Acho que a Veja não é idônea nem no papel que usa!

Janete

Amanda Kinky disse...

Lamentável...

Faço das palavras do Ricky as minhas, só peguei isso que chamam de revista nas mãos uma vez a muito tempo... para nunca mais. Foi revoltante o quanto senti minha inteligência subestimada. Mas como bruxa que sou me agarro na fé e na poesia do Nanael, crendo que esse povo vai evoluir ou ficar para traz...

Beijos

fabio arthur disse...

Até quando irá a ignorancia de muitos?
Espero que se retratem publicamente,pois eles nos dão uma imagem que já foi,e ainda é deturpada pela mentalidade de muitos não evoluidos.
Abraços e muita luz na ignorâcia de muitos.

Beto disse...

eu também dei minha contribuição:

http://betoquintas.blogspot.com/2010/05/na-falta-de-razao-histeria.html

leia, mas não durma... };)

Abelhuda disse...

Oie Eddie,

No dia 24 postei no meu blog a mesma capa da matéria e minha indgnação pela descrição da reportagem. Também na oportunidade enviei um e-mail para editora reclamando, e ainda usei o Ctrl C + Ctrl V para colocar um pedaço da matéria. rs

Fala sério!!!

Comparar mulheres, muitas maravilhosas mães com a atitude da promotora.

Acredito que todos devem mandar e-mail mostrando nossa indgnação para que eles se retratem.

Beijos.

p.s.: Meu e-mail não foi tão bem escrito e elaborado como o seu, de qualquer forma foi reclamando, assim como eu, reclamona... rs.

Eddie disse...

Bom ver o povo se mobilizando! Dêem uma lida na postagem da Abelhuda e do Beto e deixem seus comentários! E escrevam pra VEJA! E para o JB! E para a Isto É! Escrevam para todo mundo! Uma hora, alguém vai no ouvir!

lucas disse...

Isso é ridículo.Caaaaaraaa!!Mas que espécie de reporter edita uma coisa dessa sem fazer uma pesquisa antes?!Fala sério!Não,e o pior de tudo é que por causa dessa reportágem,bruxas e bruxos que trabalharam contra a descriminação contra a wicca tiveram seu trabalho praticamente perdido,porque muita gente acredita no que vê na tv e lê nas revistas sem uma pesquisa mais profunda.Mas eu acredito na inteligência humana e que muitas pessoas não vão levar essa má impressão da bruxaria.Afe!E esse é MAIS um resultado do que a ignorância pode fazer.
Muita paciência pra todos os bruxos.
Txau!

Simone.Sunflower disse...

A primeira vez que me deparei com a capa da revista eu estava na fila do supermercado. Eu só balancei a cabeça e pensei: "Nossa, até quando eu vou ter que me deparar com essa falta de respeito?
Pessoas que deveriam ter o mínimo de cultura para passar informações a diante cometendo uma gafe dessas???"

Também mandei minha mensagem de a eles.

Olha, sem comentários...

Um grande abraço a vocês todos

Simone.Sunflower disse...

Ah! só uma coisinha: Concordo com todos que disseram que a Veja não é idônea. Para mim SEMPRE foi uma revista tendenciosa e do dia que me dei conta disso em diente passei a não gastar mais o meu rico dinheirinho com eles, pessoal.

Lilly Rose disse...

Boa Noite Querida Eddie e Amigos!!

Vamos escrever mais sim !!! Que pena, uma revista conceituada assim descambar desta forma ???

O Luquinhas falou certo( na verdade todos falaram ..) mas faltou acrescentar...
Que tipo de repórteres e editores, hoje tem a Revista Veja ??

E olhem Amigos, acompanho a Revista Veja há um tempão....

Só resta-me dizer o que meu miúdo repete ao assiitir o seriado "Todo Mundo Odeia o Chris".

O personagem Sr. Omar, o Papa defuntos dos episódios nunca deixa de dizer sua máxima :
- Trágico.....trágico!!!!!!
E é Trágico mesmo !!

Aromas de Rosas...

Lilly Rose

Gui guardião vigilante disse...

Poxa!!! não da para deixar isto barato não, está na hora de mudarmos este termo que diz que ''toda bruxa tem que ser mau'' está na hora de nos mobilizarmos e ir a fundo nesta questão, está na hora de mostrarmos a cara e lutarmos pela liberdade(vou virar político)vamos nos mexer!!

Lilly Rose disse...

Bom Dia Querida Eddie e Amigos de "O Mundo de Eddie"!!

Vindo desejar a Todos um FDS Encantado, com Muitas Energias de Luz e Paz em Nossos Corações !!

C/Carinho e Aromas de Rosas...

Lilly Rose

Pedro Thiago disse...

Querida Eddie, é uma pena realmente uma revista tão famosa fazer uma capa como essa, tomei a liberdade de emprestar suas palavras e mandar um e-mail para a veja, acho que se todos fizessemos isso, as coisas mudariam e eles saberiam que SIM, tem pessoas que se importam quando falam mal de bruxos. Beijos Eddie

Tamiris disse...

isso mesmo Eddie,mete bronca nesse povo sem noção!!!um absurdo sem tamanhos!!!!bem que deveriam mesmo colocar outros termos,más não vem tudo pra nossas costas!affff eu tbm protesto e "estou num grito de revolta"
Tamy Guardiã Vigilante.

Anônimo disse...

Lembrem-se queridos amigos que BRUXA tem a conotação do MAL, porque a maioria que se diz assim de fato lida com a MAGIA NEGRA, com objetivos egoístas e para obter vantagens pessoais. Passem a lidar com a MAGIA BRANCA e não se incomodarão com xingamentos desse tipo. A VEJA é um dos poucos meios de comunicação que não se dobrou a esse DESGOVERNO BRUXO (no mau sentido mesmo) petista e lulista, cuja ÉTICA inexiste. Pensem melhor ! Abc. Mago Branco.