domingo, 22 de maio de 2011

UPDATE do caso da Casa Assombrada

Muito bem, é hora de atualizar todo mundo do caso da semana. Em primeiro lugar, quero agradecer a todos que trabalharam nesse caso, mandando energia, fazendo rituais, mandando mensagens e ligando para a nossa amiga Vilma. Como vocês já sabem, ela é uma ex-aluna, do tempo ainda do Luz da Lua (2007) que estava enfrentando aparentemente um feitiço de miséria que atrasou sua vida. De quebra, um monte de espíritos umbralinos começou a assombrar sua casa. Ela estava desesperada e eu fiquei desesperada por tabela, pois não estava nem em São Paulo para ajudar. Felizmente, um monte de gente se prontificou a ajudar. A Denise e a Rosângela, iniciadas e alunas constantes do Faces da Lua, deram guarida por um dia e uma noite à ela e uma entidade se manifestou. Denise viu que a entidade era a própria Vilma em viagem astral explicando o que acontecera. Num resumo da ópera, ela pediu ajuda ao Universo, pedindo também aprendizado para poder ensinar e ajudar os nossos irmãos inferiores. A intenção foi boa, mas infelizmente, a Vilma não tinha a menor idéia do que estava pedindo. Assim, quando os irmãos inferiores começaram a aparecer, ela se assustou e fugiu. Aí deu no que deu. Ela precisa de coragem para enfrentar o problema e serenidade para sair dele.

Por aqui, eu acendi caldeirão no primeiro dia, o que resolveu a princípio, mas não permanentemente. Depois, acendi velas com o nome dela escrito por três dias seguidos, sempre às seis da tarde. A primeira vela foi vermelha e queimou pela metade lateralmente. Acendi de novo e dei-lhe um esporro. Aí ela queimou inteira. No dia seguinte, acendi uma preta. Queimou longitudinalmente pela metade também. Ontem acendi uma lilás e enviei irradiações de amor, perdão e compaixão. Aí queimou inteira, não sobrou nem o pavio. Todas essas velas foram preparadas num ritual em aula lá no Faces da Lua, onde fizemos um ritual de quebra de feitiço e limpeza. Hoje, acendi novamente uma lilás comum (não preparada). Em todos os dias, ao lado dessa vela tinha outra, de cor diferente, acesa para o altar central da casa e nenhuma delas apresentou alguma bizarrice.

Juntos somos fortes. Mais do que isso, juntos somos imbatíveis!

Hoje eu não pude ligar para a Vilma, então não sei como estão as coisas, mas assim que tiver notícias, falo pra vocês. Ontem, quando falei com ela, ela já estava mais calma, mas começando a ficar com medo de novo, o que atrapalha muitíssimo nosso trabalho. Dei-lhe as instruções de que ela precisa enfrentar e parar de ter medo e espero que ela as siga. Peço que continuem enviando irradiações de amor, proteção e discernimento para ela e para todos os seres da casa. Acredito que haja pelo menos um ser lá que está lá só pra quizumbar e impedir o trabalho, mas os outros parecem apenas espíritos umbralinos perdidos querendo ajuda.

Quanto ao feitiço de miséria, se houve - porque a Denise detectou fortes intenções energéticas, mas não exatamente um feitiço físico, embora o efeito seja o mesmo - já tinha sido quebrado no ritual dos dragões lá na Convenção de Bruxas. Ela já recebeu ajuda com ração para as cachorrinhas e já está trabalhando! Viva!

Eu agradeço à Denise e à Rosângela pela ajuda, ao Contrânio e à Renata, que ajudaram com ração e a busca por um emprego, e a todos os Cavaleiros da Rosa, leitores e alunos que ajudaram de uma maneira ou de outra. E agradeço também à Vilma, porque ela acabou nos proporcionando uma boa oportunidade de aprendizado. Continuaremos com o serviço e assim que tudo estiver OK, eu aviso.

Tenho recebido outros pedidos de ajuda desesperada por e-mail ou facebook e peço desculpas por não poder atender a todos. A gente faz o possível, mas o dia é curto e a energia às vezes termina, até mesmo a minha. Nesse exato momento, estou achando que preciso dormir por uma semana!

Cavaleiros da Rosa, em breve teremos notícias para vocês. Continuem o bom trabalho.

5 comentários:

Anônimo disse...

Oi Eddie

Acendi uma vela vermelha,hoje, para este caso (mandei e-mail para você sobre o que fiz)e no final ainda sobrou cera da vela.
Coloquei novamente na roda de orações do Mosteiro e novamente em irradiações espíritas (sexta-feira).
Bom vou pedir auxílio ao Dr. Bezerra de Menezes para ela também.
Muita luz e paz
Regina(Saphyra)
Ps.: Não vi nenhuma sombra e nem passei mal como seria de costume,que bom!

Nanael Soubaim disse...

A lua em último quarto é propícia aos trabalhos. Minhas congratulações, Saphyra.

Eu também estou cansado e com dor de cabeça, que é imune a analgésico, mas ontem foquei o caso em minhas preces diárias e hoje aproveitei a boa egrégora da igreja inteira para isso. Infelizmente um incidente me deixou preocupado e perdi parte da concentração, mas acredito que um pouco de energia limpa (e água benta) foi possível mandar.

Aproveitarei que o mundo não acabou, nem acabará pelos próximos bilhões de anos, para dormir feito uma pedra, também estou precisando.

Nanda Pagan Earth disse...

Já eu não posso fazer o mesmo Anonimo.
Foi só falar com o Cavaleiro Fabio que queria ir a casa com ele e com o Michel que ja fui ataca no Altral por um vulto preto em forma de uma "pessoa", vc e o Cavaleiro Fabio estavam comigo Eddie...
Então, mandarei DA KI MESMO (rs) as minhas energias para a Bruxinha Vilma... Tudo vai dar certo Vilma, tenha fé, e não medo...

Bjosss

Nanael Soubaim disse...

Nanda, sempre que for atacada pelas sombras, repita mentalmente (com calma) o nome de uma entidade muito elevada, como as da Fraternidade Branca. Não falha.

Anônimo disse...

Boa noite

Muito obrigada Nanael.

Nanda,

Eu gosto da seguinte frase para proteção:
O amor é luz e a luz dissipa todas as trevas.
Repito como um mantra e é de um livro que um dia alguém emprestou-me para ler. Já faz tempo por isso não consigo lembrar o título da obra.
Ramatis ensina também a escolher palavras positivas existentes no vocabulário para serem usadas como mantras. Por exemplo: paz, amor ...

Abraços,
Saphyra