sexta-feira, 25 de março de 2011

Death Note e Zac Efron

por Eddie Van Feu
Death Note é um mangá e um anime bem bolado e bem sucedido que conta a história de um garoto que encontra um Caderno da Morte, deixado por um Shinigami, um deus da morte na cultura japonesa. O rapaz, que é absurdamente inteligente, começa com a negação típica de qualquer um que encontrasse algo assim, para então comprovar sua eficácia. Então, ele parte para uma cruzada santa para tornar o mundo um lugar bom e justo, no qual todas as pessoas ruins (ao seu ver) devem morrer. A polícia fica perdida tentando desvendar um crime que não deixa pistas e coloca em cena outro gênio, o jovem L, melhor detetive do mundo. A história vira o embate dos dois cérebros num jogo de gato e rato empolgante.

O anime já foi transformado em filme pelo Japão, com interessantes efeitos especiais (o Shinigami, que é feio que dói, é uma excelente computação gráfica), mas há uma enorme resistência do mercado americano (e do resto do mundo) para ver qualquer coisa fora dos padrões hollywoodianos. O projeto de um Death Note americano ainda está flutuando e é envolto por boatos, mas há grandes chances de rolar. Para o papel de Light/Raito, o jovem sociopata que encontra o caderno, Zac Efron está cotado, mas ainda não há nada confirmado.


Seria um papel radicalmente diferente para o bom moço de High School Musical, mas pode ser também um bom desafio. No momento, Zac Efron transita entre projetos diversificados, como comédias, filmes de arte, viagens no tempo e romances fantasmagóricos. Ele já avisou que está doidinho pra fazer parte de Piratas do Caribe 4 e Homem Aranha, mas já foi recusado para o papel deste último, perdendo para Andrew Garfield, de A Rede Social. Zac foi chamado para fazer a refilmagem de Footloose (essa viagem é realmente necessária?), mas recusou pra tentar fugir do estigma do rapaz que canta e dança.

Num movimento inteligente, criou sua própria produtora, a Ninjas Runnin’ Wild, que agora filma uma comédia com a mesma equipe de 17 Outra Vez, que pecou ao tentar nos convencer que Matthew Perry aos 17 tinha a cara do Zac Efron, mas é uma boa diversão. Depois de High School Musical 1, 2 e 3, ele fez 17 Outra Vez (que arrecadou mais de 65 milhões e ficou em primeiro lugar nas bilheterias americanas), Me and Orson Welles (filme europeu que nem chegou nos EUA) e A Vida e a Morte de Charlie, um filme bem legal que ainda não pousou aqui.
 
Voltando a Death Note, Zac Efron como assassino sociopata pode ser um risco, mas eu colocaria minhas fichas na mesa. Para o papel de “L”, nós aqui do Alcateia indicamos Jonnhy Depp, que é igualzinho. Se ele estiver ocupado filmando mais alguma coisa do Tim Burton, indicamos o Ricky Nobre, que se deixar o cabelo crescer, fará um ótimo “L”.

5 comentários:

Sr. disse...

auhauh Death note é muito bom, e muito bem feito, me deixou bem mais preso que lost!!
Zac Efron até ficariam bom como Raito, mas pro L acho que alguem mais novo seria melhor.

†† ₤ặđץ ĐặяK ††(((Antonielle))) disse...

Nossa! Death Note virou um vicio pra mim, assisti o anime td em 2 dias *-*
Sou apaixonada pelo L e adoro a inteligencia do Raito, mas ñ gostei muito dessa do Zac Efron (não sou mto fã dele)

Eddie disse...

Também adoro o L! Mas como alguém pode não gostar do Zac Efron??????Magoei!

Dessabattlefilth disse...

Tbem nun gosto desse Zac Efrom, mas espero que não façam o filme mal feito como o do Dragon Baall.

Sr. disse...

Dragon ball ficou ruim, não tenho nada contra o Zac Efron hj em dia mas confesso que ja me deixei ser condicionado a uma imagem ruim dele, depois eu percebir que ele é esforçado e realmente tem talento. Meu personagem preferido é o L tambem!