terça-feira, 30 de março de 2010

Ensinar é um dom

Tentando entender a Internet, fiz meu perfil no Google. Eles perguntam o que você faz. Sou multi-tarefas, mas não tive dúvidas ao responder: "Escrevo". Foi rápido e instintivo. Na hora, nem lembrei que também danço, dou aulas, desenho, cuido de cachorros, da casa, edito, traduzo, etc... Minha essência é escrever, apesar de amar fazer outras coisas.
Ensinar por exemplo é o meu caminho para aprender. Ainda não sou uma excelente professora, mas quem sabe um dia chego lá! Então, resolvi lembrar um pouquinho de professores que me fizeram um pouco (ou muito) de quem sou!
Eu tive excelentes professores, como a Margarida e o Argolo (Estácio), Dona Giovanna e Luiz Henrique (IESA), Wilson Areias, Paulinho e Bill, o Zumbi do Brasil (todos muito doidos, do MV1, do tipo desse nosso amigo aí o vídeo). Tive muitos outros, cujos nomes me fogem agora, mas que ficaram gravados no meu coração. Fica aqui meu carinho por essas pessoas maravilhosas e minha esperança de um dia chegar a ser um pouquinho que seja como eles, que fizeram diferença na vida de centenas de pessoas através de suas aulas! Deixo você agora com esse vídeo de uma aula com um grande professor. Aposto que depois dessa aula, você nunca mais vai esquecer da participação do Brasil na Segunda Grande Guerra.
Aproveito pra lembrar da aula aberta na quinta-feira de Introdução à Magia e do Curso de Velas, dia 08 (Portal Violeta)! Em Sampa, nos encontramos no novo endereço do FACES DA LUA, dias 10 e 11 de abril! Então, fique esperto e liga pra confirmar sua presença e fazer suas encomendas! Hoje vou pra Areia Branca (longe pra caramba) pra encantar novos espelhos. Espero poder levá-los quinta-feira! O telefone é o de sempre: (21)3872-4971. O novo endereço do Faces da Lua em Sampa tá aqui:

FACES DA LUA
Rua Colônia da Glória, 414 - Vila Mariana - São Paulo - SP
CEP: 04113-001
Tel.: (11) 2306-1751

Explicação:
Descer a Av. Lins de Vasconcelos (Metrô Vila Mariana) e entrar na terceira rua a direita (Rua Tubarana). No final dela, basta virar a esquerda e caminhar até o espaço.
Telefone: (11) 2306-1751
E-mail: faces.lua@gmail.com
Site: www.facesdalua.com.br

video

segunda-feira, 29 de março de 2010

Herrar é Umano

"Criatividade é permitir a si mesmo cometer erros. Arte é saber quais erros manter. "
Scott Adams



As pessoas têm medo de errar. O mais estranho é que se elas pensarem bem, o erro não existe se alguém puder aprender com ele. Mas o problema é o que os outros vão pensar... Vamos ser bem sinceros agora. Nosso grande e maior medo é que os outros assistam nosso fracasso e ainda nos apontem o dedo na cara e digam: “EU NÃO DISSE?”
Olhando por esse lado, percebemos que o medo está intimamente ligado ao ego, assim como a timidez. A pessoa tímida só é tímida porque acredita piamente que todos estão prestando atenção nela. Isso é ego. E o medo da falha está mais ligado à reação das pessoas do que à falha em si. Por isso, a grande maioria de nós prefere não tentar. E, também por isso, todo mundo é crítico.

Sim, sempre tem um chato pra dizer como você deve viver sua vida, como deve cuidar da sua casa, criar seus filhos, gerenciar seus negócios ou lidar com seu chefe. Dos pais aos professores, dos amigos aos colegas de trabalho, dos vizinhos aos primos dos cunhados, todo mundo tem uma idéia de como ser você melhor do que você mesmo. Isso me fez lembrar de um concurso de imitadores do Carlitos que aconteceu no auge do sucesso dos filmes do carismático personagem de Charles Chaplin. O próprio Charles Chaplin resolveu participar do concurso. E para sua surpresa, tirou o segundo lugar.
Apesar de sempre ter alguém pra tentar ser um você melhor do que você, é preciso aprender a lidar com o erro. Assumir riscos faz parte do nosso processo de crescimento e errar faz parte do processo de assumir riscos, logo... Errar é perfeitamente natural.

Percebo muita gente travada na vida mágica por medo de realizar um ritual, de acender uma vela, de fazer uma simples invocação. Naturalmente, se a pessoa tem medo de errar num ritual, ela também deve ter medo de errar em tudo o que faz na vida, pois tendemos a seguir um padrão. No caso da magia, as pessoas ficaram um tanto apavoradas com os filmes de terror em que um simples tabuleiro oui-ja abre portas para o inferno, liberando senhores do caos e da destruição. Apesar da necessidade de se aprender e fazer corretamente um ritual, ter medo de errar qualquer mínimo detalhe não pode impedir que a pessoa experimente. O conselho aqui é simples. Se você se sente inseguro, tente algo mais simples. É preciso começar de algum lugar. Mas é muito importante começar.

Mesmo assim, as pessoas erram. Nós erramos. Na magia, na família, no amor, no trabalho... Por mais que tentemos ser bons alunos e fazer tudo certo, sempre tem um tropeço no caminho... Mas pense bem sobre isso. O que é melhor? Ficar parado ou continuar seguindo adiante? Se até mesmo um tropeço nos impulsiona pra frente, talvez não devamos ter tanto medo assim de errar.


Os dois maiores erros no mundo dos negócios


Como já dizia o velho ditado, sofre menos quem aprende com o erro dos outros. Se a gente já puder fazer uma avaliação sincera dos nossos próprios erros, já estaremos bem preparados para situações semelhantes no futuro. Preste atenção nestes dois erros cometidos por pessoas e aqui exemplificados em grandes companhias. São considerados os dois maiores erros no mundo dos negócios, mas valem para qualquer área da vida: a omissão e a ação equivocada. O primeiro é baseado na inércia (“se eu ficar aqui parado, embaixo da minha cama, quietinho, o problema vai desaparecer sozinho”). O segundo é o impulso que leva a uma ação estabanada (“Não preciso pensar para resolver, nem me aconselhar com ninguém, porque eu sei o que estou fazendo!”). Analise os dois casos e veja onde você se encaixa na lista de erros que você já cometeu até hoje.


Um erro de omissão quase fatal

Em 1998, a Coca-Cola ainda brigava com sua arquiinimiga Pepsi pelo domínio do mercado em casa e fora dela, quando um caso isolado numa escola na Bélgica começou a maior crise da companhia no mercado internacional. Em 8 de junho do mesmo ano, algumas dezenas de crianças vomitaram depois de tomar o refrigerante, o que foi informado imediatamente aos executivos da Coca-Cola. Cerca de um mês antes, um dono de bar na Antuérpia, também na Bélgica, fez uma reclamação à Companhia depois que fregueses passaram mal. A Coca-Cola disse ter averiguado este primeiro caso e não encontrou nada de errado.

Douglas Ivester, que assumia a presidência e a direção executiva da empresa neste mesmo ano, achou que o fato era irrelevante e ignorou a reclamação do governo belga. Esse era um daqueles momentos em que o Universo precisaria dar um sinal mais evidente de que estamos cometendo um grande erro, como, por exemplo, uma cantora de ópera gorda vestida preto aparecer do nada na nossa frente e cantar em alto e bom tom “GRAAANDEEE EEEEEEEEERRO!!!!!!!!!”

Mas a cantora não apareceu, e Ivester não deu a merecida atenção ao caso. Enquanto executivos tentavam acalmar o Ministro de Saúde da Bélgica, afirmando que apenas a cor e o sabor haviam sofrido uma leve alteração que não representava ameaça a saúde, a notícia de que mais 15 estudantes de outra escola passaram mal acabava de chegar.

Logo depois, centenas de pessoas na França passaram mal depois de tomarem o refrigerante. Tanto a França quanto a Bélgica proibiram os produtos da Coca e culparam a companhia por não ter dado informações suficientes sobre o ocorrido. O problema se alastrou por Luxemburgo, Holanda e Suíça. Cerca de 14 milhões de caixas de produtos da Coca-Cola foram recolhidas nos cinco países, fazendo com que a Coca perdesse mais de US$ 3,4 milhões POR DIA, só nesse processo de recolhimento, tudo isso, perto da estação de pico de vendas de refrigerante, às portas do verão.

Ivester só foi pessoalmente à Bruxelas para resolver o problema em 18 de junho.
O Presidente da Companhia, junto com o conselho de altos executivos da Coca, foi pedir desculpas em público, mas o mal já estava feito. A União Européia, ofendida pela negligência da multinacional, começou a atrasar licenças, aumentou as exigências, apertou a fiscalização e tornou a vida da Coca-Cola na Europa o mais difícil que pôde. O caso, que poderia ter sido resolvido imediatamente, custou milhões à Coca-Cola e quase lhe custou sua entrada no cobiçado mercado europeu. Em toda a Europa, as pessoas estavam preferindo tomar sucos ou água, e evitando refrigerantes (o que explica porque a Pepsi não aproveitou para jogar pedras na concorrente. Inteligentemente, a Pepsi viu que o perigo que rondava a Coca também rondava toda a indústria de refrigerantes. A declaração da companhia sobre o caso se resumia a “coisas podem acontecer com qualquer um”).

Eu era bem pequena, mas talvez você também se lembre de que essa histeria conseguiu chegar ao Brasil. Claro que a história que chegou aqui era outra. A de que um dedo humano tinha sido encontrado dentro de uma garrafa, e a de que um homem tinha caído num tanque da Coca-Cola, morrido lá dentro e ninguém descobrira o corpo até que o líquido do tanque já estivesse engarrafado e pronto para entrega. Tudo lorota, claro, porque isso parece mais a origem do Coringa no Batman do Tim Burton (aquele em que o Batman era baixinho).

Para apaziguar a situação e tentar resolver o problema, além de pedir desculpas ao povo belga, o presidente da companhia, numa cara campanha publicitária, anunciou que a Coca-Cola iria de porta em porta pedir desculpas, entregando uma garrafa de Coca-Cola de graça. E assim foi feito. Cinco mil entregadores foram espalhados pelo país, oferecendo de graça uma garrafa de 1,5 litro das principais marcas da Coca-Cola, em 4,37 milhões de residências. Dois milhões de refrigerantes foram distribuídos na Polônia, numa estratégia de marketing parecida. Isso acalmou a coisa. Mas olha o tamanho do prejuízo...


Esse foi um caso clássico de omissão. Agora vem outro, mais recente e, com certeza, mais fresco na memória. Quando terroristas malucos jogaram aviões no World Trade Center no dia que chocou o mundo, o Presidente Bush estava numa escola para crianças em Jacksonville.

Um dos seus assessores o avisou quando o primeiro avião bateu. O Presidente americano ficou parado, enquanto uma garotinha lia um livro de histórias infantis para a classe. O assessor voltou a cochichar em seu ouvido quando o segundo avião bateu. Bush continuou parado. O assessor o informou quando a primeira torre caiu, e quando a segunda caiu. E o Presidente continuou ali parado, aparentemente desorientado. Descartando a hipótese da teoria da conspiração de que Bush sabia do ataque ou mesmo que ele estivesse por trás de tudo, temos duas hipóteses para esta demora em se levantar e sair correndo para Nova Iorque: ou ele não tinha a menor idéia do que fazer ou ele realmente queria saber como terminava a história que a menininha estava lendo.


A omissão pode acontecer por uma série de motivos. Muitas vezes, não sabemos o que fazer. Em outras, achamos que o problema se resolverá sozinho se o ignorarmos. Às vezes, esperamos que alguém aja por nós. Mas a omissão é um erro de conseqüências desastrosas. A demora em tomar uma atitude pode ser fatal, tanto em um negócio, quanto em um relacionamento.

Quer saber mais?
Esse texto foi retirado d'O Livro de Ouro da Prosperidade e Boa Sorte, que fala mais sobre este tema, mostrando que se as grandes companhias erram, nós, pobres mortais, podemos nos perdoar pelas nossas falhas. O livro também fala da Sabedoria de Salomão e traz rituais para mudar sua sorte, vencer crises e melhorar sua saúde financeira, porque dinheiro é muito bom! Procure nas livrarias ou peça diretamente pelo telefone: (21)3872-4971 ou pelo e-mail: linhastortas@alcateia.com.

domingo, 28 de março de 2010

Você sabe o que é a Páscoa?


Funny Easter Comments

~Magickal Graphics~

Gente! Esqueci de tirar foto ontem! Foi mal! Mas vou tentar postar nessa semana umas fotos bonitinhas das caixas e espelhos que tenho feito. Aos que pediram pra ensinar na Wicca, peço perdões, mas é muuuuito difícil. Já é um inferno ensinar em aula, não vejo como fazer isso numa Wicca, que tem uma proposta mais popular. Aos que desejam aprender, sugiro fazerem o curso de Artefatos Mágicos. Aos que não puderem fazero curso, sugiro adquirirem o DVD do workshop, que já estará disponível nessa semana!

E nessa semana temos aula gratuita na quinta e feriadão no final de semana! Mas o que você sabe sobre a Páscoa? Provavelmente, o mesmo que eu, que aprendi lá na Igreja da Prata na minha Primeira Comunhão! Então, é hora de saber um pouquinho mais!
Pra quem quiser fazer a aula de Dança do Sol, ela rola na quinta-feira, de 15 às 18 horas (53,00 mensais, aulas quinzenais). Pra quem for na aula aberta de Introdução à Magia, ela acontece de 18:30 às 20:30, mas ligue antes porque as vagas são limitadas: 3872-4971. As duas aulas acontecem no Portal Violeta (Rua Pinto de Figueiredo, 67 - Saens Peña). Vou fazer o possível pra levar algumas poções, caixas e espelhos (que espero encantar nessa Lua maravilhosa que tá fazendo essa semana). A galera de São Paulo fica esperta para o Curso de Magia em quatro aulas independentes nos dias 10 e 11 de abril! Agora vou nessa e fico no aguardo dos comentários pra eu não achar que tô aqui falando sozinha!

Páscoa – O que tem a ver o coelho com o ovo?
Por Eddie Van Feu

Se você fez primeira comunhão como eu, ou cresceu num lar católico como a maioria dos brasileiros, deve saber que a Páscoa representa a ressurreição de Cristo. Mas ninguém nunca explicou muito bem o que o coelho e o ovo estavam fazendo nessa história. Se a gente der uma olhadinha no que rolava antes do Cristianismo, teremos uma surpresa!
A Wicca, religião pagã baseada em antigas culturas místicas como os celtas, celebra a Óstara ou Eostre em homenagem à Deusa Eostre no período da Páscoa. Daí veio o nome em inglês da Páscoa (Easter). A Óstara é celebrada no primeiro domingo depois da primeira Lua Cheia, depois do Mabon (na Roda Sul), que é o equinócio de Outono. Geralmente entre os dias 19 e 22 de Março. No Hemisfério Norte, ela é celebrada no Equinócio da Primavera.
Olha só eu na Irlanda!

A raiz da Wicca é a magia celta. A origem dos celtas ainda é tema de estudos. Ao que parece, tudo começou quando tribos indo-européias migraram do Vale do Danúbio para a Ásia ao Leste, para o Mar Mediterrâneo ao Sul, para a Escandinávia ao Norte e para as ilhas Celtas, ao Oeste. Eles espalharam sua cultura, seus conhecimentos e sua espiritualidade e isso explica porque encontramos semelhanças e analogias em religiões e culturas diversas como a hindu na Índia e a celta no Oeste europeu. Eis também mais uma razão para estudar tudo com a mente aberta. As raízes celtas são mais profundas e extensas do que imaginamos. Os celtas eram muito ligados à cultura nórdica e germânica (mais do que as mediterrâneas e ocidentais) e levaram seu conhecimento em suas várias migrações. Eles seguiram a corrente do Danúbio, indo para a Escócia, Inglaterra, País de Gales, Irlanda e a antiga Britânia (atual França). A ligação dos celtas com o Danúbio lhes rendeu o nome “filhos de Danu”. Em irlandês, “Tuatha De Dannan”.

Apesar de alguns wiccanos ortodoxos reclamarem muito da mistura feita pelos bruxos modernos, a cultura celta é, em si, uma grande colcha de retalhos, pois com as constantes invasões, os celtas receberam influências das mais diversas. Só a Irlanda, segundo a história mitológica, sofreu cinco invasões. Assim, wiccanos sempre estiveram envolvidos com cultos cristãos por causa da influência da família e do grupo social. Provavelmente, wiccanos sempre comemoraram a Páscoa e outras datas cristãs antes mesmo de saberem que essas mesmas datas nasceram das tradições pagãs. A Wicca é livre e seus seguidores podem manter sua antiga fé, adaptando-a ao aprendizado mágico que é o cerne da Wicca.

Mas e o coelho e os ovos?

A Deusa Eostre é a Deusa que celebramos na Óstara e sua história é muito bonita. Conta a lenda que ao ver um pássaro ferido na neve, ela foi tentar ajudá-lo e o transformou em uma lebre Só que a transformação não foi completa e a lebre continuou com a habilidade de pôr ovos. Como agradecimento, a Lebre levou um de seus ovos para a deusa, que ficou tão encantada com a originalidade do presente que decretou que, a partir de então, todas as crianças do mundo ganhariam ovos nesta época. Daí veio a representação do Coelho da Páscoa (que a maioria não diferencia de uma lebre) e do hábito de se dar ovos de presentes.

Antigamente, pintava-se runas e símbolos do seu desejo nos ovos, mas um sempre tinha que ser enterrado como um presente para a Mãe Terrra. Outra referência à Lebre que a Lebre da Páscoa era o animal sagrado da deusa teutónica da Primavera, Eostre, Deusa Lunar que dava fertilidade à terra e possuía cabeça de Lebre.

A Deusa Eostre era a Grande Deusa Mãe saxónica da Alvorada, da Luz Crescente da Primavera e do Renascimento da Vegetação e era também conhecida por outros nomes: Ostare, Eostur, Ostara, Eostra, Ostern, Aysos e Austron. Ela também está ligada à deusa grega Eros, grega, e à deusa romana Aurora. As duas são deusas do Amanhecer, e por isso festejamos um novo ciclo, um renascimento, na Ostara (na tradição cristã, a Ressurreição de Cristo). Eostre também estava relacionada à Ishtar e Astarte, deusas do amor na Babilônia, o que remete ao sentimento de amor, amizade, união e harmonia que deveriam ser praticadas nessa época (e no resto do ano, de preferência).



E a carne na Sexta-feira Santa?

À princípio, não há nada na tradição celta que eu conheça que impeça a ingestão de carne na Sexta-Feira Santa, mas como a Óstara comemora um renascimento, é comum se fazer um ritual de morte antes, geralmente na sexta-feira. Nesse ritual, nós morremos com nossos problemas, dores, tristezas e mágoas, entregando tudo isso para o Universo, para a Grande Mãe e o Grande Pai, e pedindo uma chance para recomeçar. É um ritual de muita concentração, muita auto-análise e, geralmente, muitas lágrimas. Mas quando ele termina, estamos prontos para renascer para a felicidade que a Divindade deseja para seus filhos. Em rituais como este, é normal que se evite comidas pesadas, como carne, pois o espírito precisa ficar mais sutil para se elevar aos planos superiores, aos nossos mestres e mentores.

sábado, 27 de março de 2010

AULA GRATUITA DIA PRIMEIRO DE ABRIL

Não é pegadinha! Dia primeiro de abril estarei dando uma aula aberta sobre Introdução à Magia no Portal Violeta, de 18:30 às 20:30! Vamos falar sobre a magia dos elementos, como acender o caldeirão, o que é magia e como ela existe em tudo que fazemos. Quem quiser ir, é só ligar pra deixar o nome, pois as vagas são limitadas. Dia 08 de abril, começamos nosso novo curso de Magia das Velas Sagradas, um tema que parece simples, mas pode fazer milagres!
Hoje tá rolando até às 14 horas o curso de Artefatos Mágicos! Quando eu voltar, conto como foi e coloco as fotos! Deve rolar um DVD esperto pra quem não pôde ir!
Ligue e se informe! Tel.: 3872-4971.

Goddess Comments & Graphics

~Magickal Graphics~

sexta-feira, 26 de março de 2010

Um blog só pra Irlanda!


Celtic Comments & Graphics

~Magickal Graphics~


A nossa amiga Selma deu uma ótima sugestão. E se a gente tivesse uma lista ou coisa parecida pra reunir o grupo que vai pra Irlanda? A gente poderia trocar figurinhas e já ir se conhecendo! Pensando nisso, bolei um blog só pro pessoal que vai pra nossa viagem em agosto. Lá, vamos postar dicas de passaporte, receitas típicas da Irlanda, curiosidades, idéias para roupas rituais e nos conhecermos! O que você acha? Coloque um comentário pra dizer que sim, que não, que não liga, ou qualquer coisa! Aí eu faço (ou não) o blog que vai reunir o pessoal que vai pra Irlanda COM acesso à Internet. Tem que lembrar que tem os excluídos digitais (as pessoas sem dedo pra digitar, então não podem entrar na Internet!)

Aproveite a magia de Atena


Ostara Comments

~Magickal Graphics~

Amanhã, dia 27, é dia de aula! Vamos aprender a fortalecer nosso arsenal mágico, com pêndulos, varinhas, caixas irradiadoras, espelhos mágicos, cadernos irradiadores, grimórios, etc...! Mas amanhã também é o dia do Primeiro Festival de Atena. A partir de amanhã, acenda uma vela amarela e passe um cristal branco pela chama, deixando o cristal perto da vela até o terceiro dia. No último, pegue o cristal e use-o como um cristal professor. Além de um talismã para sabedoria e discernimento (e Deus sabe o quanto precisamos disso!), ele também será um conselheiro. Sugiro um cristal fantasma, pois esse tipo de cristal é especialmente poderoso.
Pra quem está no Rio, vamos curtir nosso dia mágico! Nem precisa mais ligar, é só aparecer lá!

Workkshop Artefatos Mágicos
Dia 27 de março, de 10 às 14 hora
Portal Violeta - Rua Pinto de Figueiredo, 67 - Saens Peña (saindo do Metrô, siga dois quarteirões em direção à Usina. É na esquina da Loja Marisa).
Investimento: R$62,00
Apostila inclusa
A galera de amanhã leva pra casa a Garrafinha da Abundância da Lua Azul, que eu encantei no dia 31/12!

E ATENÇÃO! AULA GRATUITA NO PORTAL VIOLETA DIA PRIMEIRO DE ABRIL (e não é mentira!)! O tema é Introdução à Magia e é só ligar e deixar seu nome (as vagas são limitadas).

Aula gratuita Introdução à Magia
Dia Primeiro de Abril, de 18:30 às 20:30
Portal Violeta
Tel.: 3872-4971


Moon & Witch Comments & Graphics

~Magickal Graphics~

quinta-feira, 25 de março de 2010

Todo bruxo é um artesão


Cheguei a essa conclusão vendo a falta de lugares que vendam os cacarecos de bruxaria, como vassoura, varinha e grimórios. Há os que não levam jeito pra coisa, mas possuem outros talentos, como cozinha, numerologia ou oráculos. Sempre gostei de artes manuais, então não foi problema pra mim criar meus próprios artefatos. Minha mais recente descoberta foi descobrir que meus tarôs não gostam de ficar em saquinhos soltos. Eles gostam de ficar dentro de caixas!
Ganhei de presente umas caixinhas lindas da Vânia Watanabe, minha leitora do Japão que depois de 20 anos lá, retorna ao Brasil (ela me ligava lá do Japão e batíamos altos papos sobre as Wiccas que ela recebia da família) e da Michele, minha bruxa fashion. Coloquei os tarôs dentro dessas caixinhas e eles adoraram. Ontem, eles reclamaram comigo por não estarem em suas "caminhas" (como viajei com eles, só os levei em saquinhos).

Então comecei a fazer caixinhas de tarot com selos mágicos para aumentar o poder do oráculo, mantendo-o não só protegido, mas também energizado. São camurçadas por dentro para aumentar o conforto do nosso amigo de todas as horas e serão encantados em ritual hoje. Aliás, estamos num ótimo momento pra rituais de encantamento, abundância e amor, então aproveite!
Estarei levando essas caixinhas e as outras caixas e espelhos mágicos no workshop de Artefatos Mágicos, neste sábado, no Portal Violeta (Rua Pinto de Figueiredo, 67), onde vamos aprender a fazer, consagrar e encantar diversos ítens do nosso arsenal bruxesco, como varinha, espelho negro, pêndulos, cadernos irradiadores, grimórios, etc... Confirme sua presença pelo telefone 3872-4971!
Fico por aqui porque tenho que terminar as caixas e começar a nova Wicca! E as cachorras precisam de um banho... E deixo você em boa companhia! Esta é a Santa Brígida, na verdade, a deusa Brighid, cuja gruta de oferendas milagrosas vamos visitar na nossa viagem para a Irlanda. Ela é protetora da família, mas pode pedir outras coisas pra ela.

quarta-feira, 24 de março de 2010

AQUI Ó pros wiccanos ortodoxos!

Como continuo recebendo reclamações de leitores meus que se metem em listas ou fóruns e são hostilizados por wiccanos que se dizem de verdade, dou-lhes uma bela banana! Soube, inclusive que o pessoal de uma associação de wicca se reuniu pra tacar fogo em várias Revistas Wiccas. Isso é tão bonito vindo de bruxos que reclamam de terem sido perseguidos e queimados em fogueiras!... Não levo esse povo em consideração porque, como já disse, só atacam pelas costas! Se algum deles tiver alguma coisa a dizer, a discussão está aberta (mas eu duvido, porque eles morrem de medo de mim...). Também li numa comunidade do Orkut uma dessas criaturas dizendo que eu sou apenas uma ex-freira tentando levar bruxos para o catolicismo (!!!!!!!!!!!). OK... De onde esse imbecil tirou essa informação? Da cabeça maluca dele, claro! E depois, eu é que sou biruta! Segue uma brincadeira pra esse povo aprender a descontrair! Sei lá, acho que essas pessoas se beneficiariam de um relacionamento saudável com outra pessoa... Tipo assim, um namorado ou namorada, saca?
Quantos pagãos ortodoxos são necessários para mudar uma lâmpada?
Seis. Um para trocá-la, e 5 para sentar em volta se lamentando que lâmpadas nunca queimaram antes desses cristãos virem para cá.

Quantos Gardnerianos são necessários para trocar uma lâmpada?
1) Desculpe, este é um segredo do 30° Grau. (Em um tom alto e agourento) "Porque você quer saber... iniciado?"


Quantos Wiccanos Tradicionais de Associações Pagãs Megalomaníacas são necessários para mudar uma lâmpada?
R: Um para trocar a lâmpada, e 12 para lamentar a passagem da lâmpada velha e jogar toda a culpa nessa tal de EVF que não sabe o que está fazendo porque nunca foi iniciada pelo líder do clã deles.

Quantos wiccanos que lêem Eddie Van Feu são necessários para trocar uma lâmpada?
1001. Um trocará a lâmpada por um globo de discoteca, enquanto os outros se dividirão em fazer um bolo, um hidromel, comprar Coca-cola, colocar música celta, acender velas, acender o caldeirão, acender incensos e farão um lindo ritual com dança para festejar a partida da lâmpada velha e outro ritual com muita comida para festejar a chegada da lâmpada nova. Terminarão oito horas depois felizes e alimentados, tirando fotos e pegando autógrafos com a Eddie Van Feu e ninguém se lembrará que a lâmpada queimou.

Quantas Bruxas de Frias "Escolas de Wicca" são necessárias para mudar uma lâmpada?
"Só para você! É isso mesmo, VOCÊ! E por apenas $195, nós lhe mandaremos o nosso "Curso do Poder Magico das Bruxas de mudar a lampada" completo com conhecimento real que você possa aplicar em QUALQUER lampada em QUALQUER LUGAR!
Escutem o testemunho de um jovem casal de Wisconsin que..."


Quantos druidas ADF são necessários para mudar uma lâmpada?
Seis. Um para trocar a lâmpada, um para escrever uma música sobre quão melhor foi a lâmpada velha, e quatro para escrever paródias conflitantes sobre a música do segundo Druida.

Quantos Alexandrinos são necessários para trocar uma lâmpada?
Primeiro eles perguntam para os gardnerianos como eles fazem e depois fazem tudo igual.

Quantas Bruxas Diânicas são necessárias para trocar uma lâmpada queimada?
Nenhuma, elas formam um comitê de suporte chamado "As Renegadas das Sombras."

Quantos Bruxos da Faerie Wicca são necessários para trocar uma lâmpada queimada?
Dois, um para trocar a lâmpada enquanto o outro fica atrás dizendo: "Fabuloso!!!"

Quantos Bruxos Solitários são necessários para trocar uma lâmpada queimada?
Nenhum, você primeiro precisa ser iniciado por um Bruxo de verdade para depois trocar apropriadamente a lâmpada.

Quantos Starhawkianos são necessários para trocar uma lâmpada queimada?
Um pequeno grupo, mas a lâmpada precisa mesmo querer esta mudança.

Quantos Thelemitas são necessários para mudar uma lâmpada?
1) 93.
2) Nenhum - Thelemitas se dão tão bem no escuro como no claro.
3) Nenhum - real Thelemitas não tem medo do escuro. Fite-os e espere que eles falem o óbvio.


Quantos xamãs são necessários para mudar uma lâmpada?
Nenhum. É só eles se transformarem em um gato ou morcego que eles poderão ver no escuro.

Quantos Magistas Cerimoniais são necessários para mudar uma lâmpada?
1) Um. Eles a seguram, e o mundo gira ao seu redor.

2) Só um, mas ele terá que fazer isto na 3° Sexta feira de um mês quando a Lua estiver em Touro e for a décima-quinta hora planetária..


Quantos druidas são necessários para trocar uma lâmpada?
501. Um para trocar a lampada e 500 para alinhar o novo rochedo.

Quantos Astrólogos são necessários para mudar uma lâmpada?
"Não pergunte para mim agora, Mercúrio está retrógado!"

Quantos Asatruars são necessários para trocar uma lâmpada?
Nove - um para segurar a lâmpada e oito para beber até que a sala comece a girar.
Quantos Teosofístas são necessários para mudar uma lâmpada?

1) Nenhum. Quando eles terminarem de discutir se a lâmpada necessita ser mudada, o método próprio em que a lâmpada será trocada, como isso tem sido feito historicamente e como as outras pessoas trocam as lâmpadas, já será luz do dia.

2) Nenhum. Isto foi o carma da lâmpada (e talvez do bulbo) de se queimar. No tempo certo ela se substituirá sozinha, talvez com um bulbo de mais alta voltagem, mas nunca com uma voltagem mais baixa.

terça-feira, 23 de março de 2010

Novo endereço para as aulas em São Paulo!


Na foto, o pessoal do Faces da Lua se mudando para a casa nova.

O Faces da Lua está de casa nova, e dias 10 e 11 de abril a gente se encontra lá pras aulas em Sampa! O Módulo Prata vai falar de proteção e você pode conferir a programação completa clicando aqui! Agora, anote o novo endereço do Faces da Lua pra não ir parar na casa velha e reclamar que eu mudo as coisas e não aviso!!! Tô avisando há 10 anos que os livros estão à venda no alcateia.com e neguinho ainda me liga reclamando que não achou na esquina da sua casa. Tô avisando há dois anos que mudamos de telefone e ainda recebo ligações de gente que tava até agora ligando pro 2485! Eita, povo desligado! Tudo bem que eu também não sou assim uma Brastemp de atenção, mas tô avisando todo mundo desde cedo.

FACES DA LUA - Agora em novo endereço
Rua Colônia da Glória, 414 - Vila Mariana - São Paulo - SP
CEP: 04113-001
Tel.: (11) 2306-1751

Explicação:
Descer a Av. Lins de Vasconcelos (Metrô Vila Mariana) e entrar na terceira rua a direita (Rua Tubarana). No final dela, basta virar a esquerda e caminhar até o espaço.

Já deu sua risadinha hoje? Então passa no Roubo Repórter! Acompanhe as notícias hora a hora, e veja o que acontece no mundo:

16:00 - O Governo da China teve que acatar a recusa do site Google a ter seu conteúdo analisado para a censura. Como medida conciliadora, a China bloqueou o site por completo. Veja foto tirada hoje na Praça da Paz Celestial:

Nosso lado mais obscuro


Estou na reta final de Uma Guerra de Luz e Sombras, ao mesmo tempo em que o primeiro concurso literário do Alcatéia começa a exigir minha atenção. Tenho recebido muitos e-mails de aspirantes a escritores pedindo dicas e resolvi falar um pouco sobre isso, mas vamos por partes. O primeiro deles é o nosso lado mais obscuro.
Todo mundo gostaria de ser perfeito. Ah, como seria bom acordar de manhã, todo penteado e maquiado, que nem artista de cinema, e sair por aí fazendo coisas heróicas, que nem o Tom Cruise! Mas a vida não é assim. E acho bom a gente cair logo na real! Somos todos maus! Pelo menos, em parte...

Tive que encarar um dilema ao escrever Luz e Sombras. Todo esse jeito descontraído de escrever me aproximou de um público maravilhoso, de crianças de 8 aos 80, pessoas eternamente jovens em sua sabedoria. O problema é que essas pessoas esperam que eu fale sempre de fadinhas e anjinhos... Me preocupou muito o que eles iriam pensar ao ler uma história com violência extrema, mostrando o lado mais obscuro de alguém que eles conhecem há anos através das Wiccas e livros.
Mas Luz e Sombras já tinha esperado muito (15 anos) e seu tema é importante neste momento, mas me recusei a aliviar, a pegar leve. E em breve estarei cara a cara com meu público para admitir, de cabeça erguida, que eu sou uma bad, bad girl. Os wiccanos góticos ortodoxos de plantão que sempre me viram cercada de florzinhas vão erubescer, provavelmente vão reclamar de eu estar colocando informações importantes para qualquer pessoa, e blá blá blá... Mas não acho que meu público vá me olhar torto, porque a maioria é inteligente o bastante pra reconhecer seu próprio lado negro.

Pois bem, quando você se olha no espelho com sinceridade, vai perceber um monte de defeitos. Alguns deles, você até vai discutir com amigos muito, muito, muito próximos. Mas alguns, ah... Alguns você não vai falar pra ninguém. Nem para si mesmo. E é aí que mora o perigo. A partir do momento em que você nega esse lado obscuro seu, começa a derrota morro abaixo. Não podemos tamponar ou excluir nosso lado obscuro. Somos cruéis, arrogantes, covardes, mesquinhos, maus... Lá no fundo, somos todos assim! Mas temos escolha! Podemos escolher pegar essas características vergonhosas e transformá-las. Eu escolhi escrever, mas pode ser qualquer forma de arte. A dança, a pintura, o teatro, tudo isso trabalha esses lados de nossa psiquê que não são muito bem vistos na sociedade.
Numa história, o autor é herói e vilão. E ele precisa estar em contato profundo com sua própria psiquê para criar personagens convincentes e vivos. Por isso o auto conhecimento é fundamental para um bom escritor. Isso pode levar tempo, ninguém se conhece da noite pro dia. Mas quanto mais ele escrever, quanto mais destrinchar seus personagens, melhor sairá a história.

Eu sou uma garota má, muito má. Os heróis sofrem muito em Luz e Sombras, mas têm sua cota de sucessos. Numa cena, um dos personagens mataria a sangue frio seu agressor. Conversei com o personagem (eu converso com os personagens) e ele disse que eu já tinha feito muitas coisas com ele, mas nada seria tão demolidor quanto isso que eu queria que ele fizesse. Então, a cena foi excluída (o que bagunçou uma coisinha ou outra no roteiro, mas tudo bem). O personagem manda.
Então, fica aqui a minha primeira dica para quem quer escrever. Conheça-te! Coloque sua alma nua e crua na história, não tenha medo. Quanto mais você der sua essência para a história, mais ela dará ao leitor e é por isso que você está escrevendo, em primeiro lugar. Por hora, é só! Fico por aqui, desejando a todos uma excelente terça-feira e lembrando do workshop de Artefatos Mágicos neste sábado, no Portal Violeta! Estou aprontando algumas caixas e espelhos, pois não sobrou nem unzinho.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Uma Magia para Março e Wicca nova nas Bancas


Chegou a Wicca #58! Nessa edição, a gente fala bem pertinho sobre sexo! Não precisa ficar vermelho que é tudo com muito respeito, falei? Quem já achou a sua, pode mandar seu comentário! Quem não achou, por favor, não reclame comigo porque eu não tenho nenhum poder sobre a distribuição caótica das revistas nesse país enorme. Seja mais esperto e peça direto pra Escala: www.escala.com.br
Escrevi um crítica do American Idol para a Séries! Se você acompanha ou tá curioso, vai ter toda semana, então é só clicar na Séries, TV e Cinema. E os homens podem ficar tranquilos que estou preparando o TOP 10 das Mulheres Perfeitas! Vamos ver se eu acerto!

E finalmente, foi dada a largada para um ano cheio de possibilidades!
Dia 21 de março entramos finalmente no ano novo astrológico e dia 20 tivemos o Mabon, nosso Equinócio de Outono. Ao mesmo tempo, Marte resolveu parar de andar pra trás e agora podemos dizer que o ano realmente começou. Alguns rituais podem ser muito bem-vindos nesse período de março, onde todos os projetos ganharão uma força extra por causa de Marte. Eis aí um que você pode fazer até o fim de março!

Faça uma cesta com frutas bem bonitas. Acenda seis velas formando um selo de Salomão, com a cesta no meio. Acenda seis incensos (podem estar juntos). As velas devem ser das cores do que você mais deseja conquistar neste ano e em cada uma delas você deve escrever uma palavra que resuma seu desejo. No caso de mais de um desejo, varie as cores das velas, mas elas devem ficar sempre equilibradas em número. Por exemplo, se você quer encontrar um amor e comprar uma casa, serão três velas marrons (Saturno) e três velas vermelhas ou rosas. Faça as 7 Orações Chave da Felicidade (tem no Pequeno Livro das Grandes Orações) e faça todos os seus pedidos. Deixe as velas queimarem inteiras. Depois, sirva as frutas para as pessoas da casa, desejando tudo de bom a todos. O que restar, sirva para pessoas da rua. O importante é distribuir, pois a felicidade se multiplica quando compartilhada e tudo voltará pra você três vezes três vezes.

Bom, vou voltar para meus livros (são muitos e estão TODOS atrasados). Espero poder aproveitar essa energia de Marte e Vênus para dar um gás nessas coisas! Ah, sim! Em breve, estarei disponibilizando alguns capítulos dos meus livros pra quem quiser conferir antes de comprar! Vou deixar o mais dark pro final pra não assustar a clientela... Pois é... Quem diria que um texto meu pudesse ser tão sombrio?...

domingo, 21 de março de 2010

CURSO DE MAGIA DAS VELAS SAGRADAS – RJ



Em abril, vamos aprender a trabalhar com a magia do fogo através das velas sagradas. Simples e baratas, elas podem salvar uma vida quando bem utilizadas. Vamos aprender a trabalhar em rituais com pentagrama e selo de Salomão, utilizando as cores, aromas e formatos das velas e sua conexão com divindades de diversos panteões e linhas. Também vamos aprender a substituir magias com o caldeirão por velas, o que facilita muitas vezes o ritual. Com velas, vamos aprender a quebrar feitiços, fazer limpezas e executar rituais para cura, realização, prosperidade e amor.

CURSO DE MAGIA DAS VELAS SAGRADAS
Quando: A partir do dia 08 de abril
Toda quinta-feira, de 18:30 às 20:30
Duração: 4 aulas de duas horas cada uma.
Investimento: 100,00.
Onde: Portal Violeta – Rua Pinto de Figueiredo, 67 – Saens Peña (saindo do Metrô, siga duas quadras em direção à Usina. A rua é na esquina da Loja Marisa).
Informações: 3872-4971
Curso apostilado com aulas práticas.


Para todos os níveis de alunos

DANÇA CÓSMICA



A Dança é uma dádiva, uma forma de conexão com os deuses. Em todas as culturas e épocas, a dança e a música foram usadas para ligar o homem ao Universo e suas forças. Com o tempo, perdemos essa conexão, assim como perdemos muito do significado dos rituais.
Esse curso de Dança Cósmica visa recuperar essa ligação. São aulas de dança ritualística para realinhar chakras e equilibrar nossa energia. Esta dança tem como base a dança do ventre, mas como sua intenção é espiritual, os temas variarão. As aulas são quinzenas, com duração de três horas cada uma. Horário: de 15 às 18 horas. Aulas apostiladas para melhor acompanhamento.

Próximas aulas de Dança Cósmica:

Dia 01 de abril: Dança do Sol
Como conectar com os Espíritos do Sol e suas representações, como Apolo, através da dança. A Dança do Sol dá energia, bom humor, brilho pessoal, realização e capacidade de iluminar tudo a sua volta.

Dia 15 de abril: Dança da Lua
A Dança da Lua será trabalhada a partir das fases da Lua e suas deusas. Serão usadas as taças com velas e véus. A Dança da Lua trabalha a feminilidade, a fertilidade, e as fases da mulher através da Lua.





Dia 22 de abril: Dança de Marte
A Dança de Marte trabalha nossa capacidade de lutar pelo que é certo e defender o que é importante. Essa dança ajuda a manter pontos de vista e defendê-los, tomar atitude e adquirir impulso para realização de suas metas. Utilizaremos punhais e espadas.

Informações: 3872-4971